“Entrevista” no Jornal de Leiria

transferir

Em Agosto fui convidado a responder a um pequeno questionário que foi depois publicado na rubrica “Almanaque” do Jornal de Leiria (podem ver o artigo original aqui).

Eis “entrevista” informal, que aviso desde já não ter nada sobre Ciência. A negrito as questões que me foram colocadas:

Se acontecesse um cataclismo e só pudesse salvar três músicas quais seriam?
Dada a ambiguidade da questão, em vez de proteger três composições musicais, salvava três compositoras: nunca ouvi a minha mãe a cantar, mas assumindo não precisar de credenciais, ela teria um lugar na minha Arca de Noé… desculpem, “Arca de Marinho”. A Mariza e Dulce Pontes seriam as outras duas felizardas (que teriam de certo facilidade na composição de novos fados inspirados pela catástrofe).

Está no baile da aldeia e dá-lhe uma vontade repentina de dançar. Quem convidaria para seu par?
Telefonava ao 112, pois uma tal vontade seria com certeza o prenúncio de alguma grave maleita.

Que remédio usa para baixar a tensão?
Desaperto o cinto e continuo a comer.

Qual o roteiro para um dia perfeito?
Acordo 10 segundos antes do despertador; levanto- me sem pesar; enquanto recordo o sonho deslumbrante que tive, encontro um pequeno manjar à minha espera; saio à rua e o Sol brilha (se estiver em Inglaterra, creio já estar a fantasiar em demasia); por artes do acaso, encontro-me numa floresta, junto a um lago, comigo tenho um livro, um caderno e uma caneta; passo o dia a ler e a escrever, iluminado por uma estranha inspiração. Faço um piquenique com a minha tágide e talvez aproveite ainda para dar um mergulho nas águas límpidas e convidativas do lago. À noite, as estrelas agraciam-nos com a sua luz e assistimos a uma bela chuva de estrelas cadentes que rasgam uma magnífica aurora boreal.

Vai ter um jantar romântico à luz das velas. Que ementa prepara?
Se o jantar tem de ser à luz das velas imagino que não paguei a conta da luz, o que é grave, pois o meu fogão é eléctrico. Bom, não tem problema: faço uma fogueira com alguma mobília dispensável (quem é que precisa de cadeiras quando se pode sentar no chão?) e faço o meu fantástico puré de batata com bacalhau (que deveria ser no forno, mas dadas as condições terá de ser assado).

O que faria se acordasse milionário?
Fechava os olhos e continuava a dormir.

Que personagem de Hollywood gostaria de ter sido?

Batman, mas mudava-me para uma cidade mais calma.

A justiça foi injusta, o tribunal enganou-se e vai ter de estar em prisão domiciliária durante um ano. Três objectos indispensáveis…
Se tivesse um computador com acesso à internet nem notava que estava preso. Para completar, queria a minha cama e uma escova de dentes.

Se, por acaso, algum dia morrer, como gostaria de ser recordado?
Como o “gajo que sobreviveu à sua própria morte”.

O sonho que comanda a vida é…
Contribuir para um mundo melhor.

I’ll be back! De onde é que sai com esta frase mítica?
Casa de banho?

Vai para Tenerife assistir a uma demonstração de colchões, mas decide desviar o avião. Para onde?
Para um hospital? Entre dançar e ponderar assistir a uma demonstração de colchões, receio pela minha sanidade mental.

Se tivesse de passar seis meses numa ilha deserta, quais seriam os três livros que levaria?
O Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa, que quero reler. Os Miseráveis, de Victor Hugo, que ainda não li e me parece ter páginas suficientes para alguns dias desses seis meses. Por fim, um livro em branco, para eu escrever.

Em criança, quando fosse grande, gostaria de ser…
Primeiro queria ser banqueiro, pois não fazia ideia de onde mais poderia usar a Matemática. Depois queria saber tudo e, por isso, pensei que, como historiador, pudesse abarcar todo o conhecimento da Humanidade. Eventualmente, percebi que a História se limitava, muitas vezes, a pequenas estórias, pelo que a troquei pela Física, a Ciência capaz de explicar o Universo. Como se depreende, sempre fui uma criança muito modesta.

 

Marinho Lopes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s