Medir o Mundo – Parte IV

measures

Na terceira parte falei de electrostática e da medição de carga eléctrica. Passo agora à carga em movimento, isto é, corrente eléctrica. Irei também falar de medir tensões eléctricas e campos magnéticos. Compreender e medir o electromagnetismo esteve na base de uma das maiores revoluções civilizacionais que a humanidade protagonizou.

Continuar a ler

Anúncios

Medir o Mundo – Parte II

measures

Na primeira parte falei-vos de como medir distâncias, tempos e massas. Nesta segunda parte vou explicar como medir velocidades, pressões e temperaturas.

Continuar a ler

Como fazer uma pilha?

Neste artigo vou explicar como fazer uma pilha em casa, bem como explicar o seu funcionamento. Irei explanar alguns conceitos básicos de electricidade, como corrente eléctrica, diferença de potencial eléctrico, condutividade eléctrica e resistência.

Material necessário:

  •       3 copos (de vidro, por exemplo);
  •       3 chapas de cobre rectangulares (devem caber verticalmente dentro dos copos);
  •       3 chapas de zinco (similares às de cobre);
  •       3 rolhas de cortiça (ou algo que as substitua, ver procedimento);
  •       4 fios condutores (de cobre; se tiverem fios de jacaré, melhor), de 20 cm cada, por exemplo;
  •       1 dispositivo electrónico que funcione com uma pilha (um pequeno relógio, por exemplo);
  •      Água e sal.

Continuar a ler

Bússola

bussola

Uma bússola parece ser um dispositivo relativamente simples, no entanto, como é que funciona? Seremos capazes de fazer uma em casa?

É, de facto, possível de se fazer uma bússola em casa e nem precisam de muito material:

  • Rolha de cortiça;
  • Copo de água (ou qualquer outro recipiente com um líquido onde a rolha possa boiar);
  • Uma agulha;
  • Um pedaço de uns 20 cm de fio (de cobre, por exemplo) e uma pilha, ou apenas um íman;
  • Fita-cola.

O procedimento é o seguinte:

Continuar a ler

Como fazer um motor homopolar!

131_0604_04_z+4x4_hybrids+electric_motor

Quando olham para um motor, talvez pensem que o que lá está é algo extremamente complexo e que só algumas mentes brilhantes o conseguem compreender. Normalmente, a complexidade está na engenharia necessária para melhorar a performance, pois o princípio não é assim tão complicado.

Para vos exemplificar a simplicidade a que algumas invenções podem ser reduzidas, vou mostrar-vos como fazer um “mini” motor eléctrico (homopolar). Para tal é necessário o seguinte material:

Continuar a ler