Os argumentos cosmológicos de Aquino para a existência de Deus – CC(10)

Na décima aula do Crash Course de Filosofia discutem-se os argumentos que Aquino apresentou como provas da existência de Deus:

Tomás de Aquino (1225-1274) foi um frade italiano que teve uma forte influência na Filosofia Escolástica. Aquino discordou com os argumentos propostos por Anselmo para a existência de Deus, mas propôs cinco novos argumentos que, segundo ele, provavam a existência de Deus. (O leitor também pode concordar com a conclusão de que Deus existe e, ainda assim, pode discordar destes e de outros argumentos a favor da sua existência, claro. O importante aqui é compreender porquê.)

Esta aula foca-se nos primeiros quarto argumentos de Aquino, os chamados Argumentos Cosmológicos. Têm esta denominação por serem baseados em observações do mundo natural. Passemos a conhecê-los.

Continuar a ler

A existência de Deus – o argumento de Anselmo – CC (9)

Na nona aula do Crash Course de Filosofia debruçamo-nos sobre Deus:

A aula começa com uma distinção entre a Filosofia da Religião e a Teologia. Não são a mesma coisa porque a Teologia assume a existência de Deus (e foca-se nas consequências), enquanto que a Filosofia da Religião discute essa suposição e tenta perceber se de facto existe Deus ou não (e não só).

Continuar a ler

Popper, Einstein e Freud – CC(8)

Eis a oitava aula do Crash Course de Filosofia:

Esta aula fala-nos de um dos filósofos mais importantes do século XX, Karl Popper (1902-1994), autor de ideias que hoje parecem quase inquestionáveis, algo bastante incomum na História da Filosofia. Um dos seus contributos mais importantes foi o ter detalhado as condições necessárias para estabelecer o que é Ciência e o que não é. O que é conhecimento e o que é pseudociência, isto é, algo com a aparência de ser conhecimento, sem que de facto o seja. Para isto, os objectos principais de estudo de Popper foram as teorias de Einstein e de Freud, dois dos maiores génios do século XX.

Porque é que Popper chegou à conclusão que Einstein fazia Ciência, enquanto que Freud fazia pseudociência?

Continuar a ler

O significado do conhecimento – CC(7)

Vamos à sétima aula do Crash Course de Filosofia:

A aula começa com três questões bastante interessantes:

  1. Ter conhecimento de algo é o mesmo que estar correcto sobre esse algo?
  2. Se acreditas que algo é verdade e é de facto verdade, será que importa que a tua crença seja justificada?
  3. Será possível estar correcto sobre algo sem de facto tentar estar correcto?

As questões servem mais para “provocar” a audiência, mas eu não resisto a dizer algo sobre elas.

Continuar a ler

Sophia no Plano Nacional de Leitura!

O livro “Para Além dos Ombros de Gigantes” da minha autoria, publicado em 2018, foi este ano destacado no Plano Nacional de Leitura 2027!

Se ainda não o leram, podem encontrá-lo nos seguintes sítios:

Marinho Lopes

Como argumentar? CC (2)

Na primeira aula do Crash Course de Filosofia falou-se um pouco dos domínios da Filosofia. Na segunda aula dá-se início a uma breve revisão sobre argumentação filosófica:

(Recordo que pode adicionar legendas em português ao vídeo. Porém, a qualidade das legendas é fraca.)
Continuar a ler